10 razões porque todo fã de festivais deve um dia conhecer o Coachella


Assine a Cápsula, nossa newsletter para mentes inquietas em busca de inspiração

Compartilhe esse artigo

Goste ou não, uma verdade ninguém nega: o Coachella é um dos mais famosos festivais do mundo.

A luz mágica do deserto da California nem precisa de filtro. Foto: Watchara Phomicinda, The Press-Enterprise/SCNG)

Aposto que a primeira coisa que você pensa quando o Coachella é citado são os looks e selfies de blogueiras e vloggers de moda, modelos, influencers e celebridades…

O Coachela é muito mais que o festival das celebridades. Créditos: Coachella / StarStyle

Acredite: o Coachella é muito, mas MUITO mais que isso!

Já estivemos lá e esse post é justamente para explicar porque todo fã de festivais deve um dia conhecer o Coachella.

Antes, um convite: se você quiser viajar com a gente para o Coachella 2020, participe do nosso programa de jornadas de aprendizado para os principais festivais do mundo. Acesse o site do ØCLB Journey e saiba mais.

10 razões porque todo fã de festivais deve um dia conhecer o Coachella

1. O Coachella é o maior festival dos Estados Unidos e um dos maiores do mundo

São 125 mil pessoas por dia, durante 6 dias, divididas em 2 finais de semana. Mas o inacreditável é o seguinte: TUDO funciona bem. Banheiros, bares, entrada e saída do festival. É uma aula em produção de eventos e entrega de qualidade. Padrão Disney Coachella de qualidade.


2. Os melhores shows do ano estreiam no Coachella

Por ser o 1º grande festival do ano, é lá onde os principais artistas estreiam suas turnês. E como “não existe segunda chance de causar uma boa primeira impressão”, normalmente são apresentações especiais, com mais efeitos, luzes, convidados surpresas e uma produção pensada para virar conteúdo audio-visual para o resto da vida (Beyoncé e o seu documentário Homecoming que diga!)

Beyoncé no Coachella em 2018

3. Seu lineup de comidas é inacreditável

O Coachella é um dos festivais mais importantes para foodies, influencers da gastronomia e profissionais que se interessa em conhecer o futuro do A&B (Alimentação & Bebidas) em grandes eventos. Eles têm, literalmente, um lineup de comidas e bebidas. Inclusive uma conta no Instagram só pra isso (@coachellaeats). Já escrevemos sobre esse assunto aqui no Pulso.

Coachella – prepare-se para um lineup de comidas surreais

E se você é fã de bons copos (como eu), então prepare-se para a maior seleção de cervejas artesanais que você já já viu em um festival de música na sua vida.

4. Um show de artes e instalações artísticas

“A gente não quer só comida, a gente quer bebida, diversão e arte”. Se você é fã da arte contemporânea, prepare os seus stories: o Coachella é um dos principais festivais do mundo para admirar instalações artísticas e experiências imersivas. Todos os anos, eles montam uma exposição de artes, com uma curadoria de artistas contemporâneos de renome mundial. Ao lado de cada instalação, você confere a placa de cada obra. É – de verdade – um grande museu de arte a céu aberto.  

Coachella – Instalações de arte gigantescas de tirar o fôlego

5. Lineup musical é democrático e finamente curado

Para os fãs de música, o Coachella atende (quase) todos os gostos. Dificilmente você vai ver uma banda de trashmetal por lá. Mas espere conferir uma fina curadoria com um pouco de tudo do que é mais contemporâneo no indie, pop, hiphop e música eletrônica.

Apesar dos nomes da 1ª linha do cartaz serem comerciais, você vai descobrir MUITOS novos artistas por lá que não vão sair da sua playlist durante todo o ano. Basta dizer que foi lá que vi pela 1ª vez o Tame Impala (em 2017) e a Lizzo (2019). Isso sem falar na última turnê do Daft Punk, lá em 2006…

Se você não sabe quem é a Lizzo ainda… volte pra Terra. Foto: Lizzo queen – Debi DelGrande (Consequence of Sound)

6. Ativações de marcas de luxo (sem ostentação)

O Coachella é patrocinado por algumas marcas líderes de indústrias como tecnologia, automotiva, moda e beleza. É comum ver ativações da Absolut, BMW, Sephora e American Express. Mas, diferente do Brasil, as marcas lá não brigam para aparecer. Elas capricham na entrega de experiências, como a HP, que monta anualmente um gigantesco cinema 180º com projeções de tirar o fôlego.

7. A luz mágica do deserto da California

O visual com as montanhas ao fundo, aquela luz mágica do fim de tarde no deserto… Tudo parece ter sido criado para que você possa fazer vídeos e tirar fotos incríveis. Você vai se sentir num filme de Hollywood. O Coachella é cinematográfico.

Essa luz do deserto nem precisa de filtro.

8. Coachella: passarela de looks e estilos

Esse você sabe, mas não custa repetir. Para quem se interessa por tendências e moda, o Coachella é literalmente uma passarela de estilos e looks. Strike a pose.

Ativação da Senhora no Coachella 2018

9. Pera… É a Rihanna?

É um dos poucos festivais que você pode esbarrar com a Rihanna, o Kanye West ou alguma Kardashian no meio da pista. É o festival das celebridades de Hollywood.

Selena Gomez curtindo a brisa do Coachella

10. Esqueçam os influencers!


Apesar do Coachella ter construído (intencionalmente) a fama de ser o festival dos influencers, repito: estamos falando de 125 mil pessoas x dia. Na real, apenas 1% desse público é influencer, mas eles também são responsáveis por 99% do barulho (e imagem) do festival. Os demais 99% são pessoas de todos os lugares do mundo, fãs de música e de um bom festivalzão. Gente como vc e eu. É um privilégio estar lá, sim. Mas não precisa ser famoso pra participar 😉

Curtiu? Espero que sim! Se você quiser viajar com a gente para o Coachella 2020, participe do nosso programa de jornadas de aprendizado para os principais festivais do mundo. Acesse o site do ØCLB Journey e saiba mais.

Assine a Cápsula, nossa newsletter para mentes inquietas em busca de inspiração

Cinco anos de pesquisa e conteúdo sobre a cultura dos festivais.

@ØCLB / Pulso 2020. Todos os direitos reservados