19 de fevereiro de 2018/POR Soraia Alves

Há poucos dias mostramos aqui no Pulso os vencedores do Greener Festival Award, premiação que destaca os festivais que mais se preocupam em criar um evento que não cause danos ao meio ambiente. E na lista dos “altamente recomendados” apareceu o festival DGTL, da Holanda.

Agora, o DGTL anuncia o seu line-up completo para a edição em São Paulo, e aproveita para mostrar que os pré-requisitos sustentáveis que foram elogiados na versão holandesa também fazem parte da edição brazuca.

Foto: Divulgação

DGTL em São Paulo

O festival DGTL, que já passou por Amsterdam, Barcelona e Tel Aviv, desembarca na América do Sul para sua segunda edição em São Paulo!

Após um sólido começo no ano passado, com ingressos esgotados, o DGTL retorna no dia 05 de maio. A Fábrica 619, antiga fábrica de livros no Jaguaré, será o cenário para uma reunião épica e com uma mistura perfeita dos grandes nomes internacionais, talentos locais e novos artistas, além de um público poderoso.

O DGTL trará uma seleção refinada de apresentações nacionais e internacionais para o Brasil, que vão desde ritmos vigorosos até sintetizadores melódicos, com um toque de bateria vintage e outro de batidas funky.

A combinação do line-up consiste em alguns nomes renomados, como Dixon, Red Axes, Gerd Janson e Prins Thomas e grandes talentos locais como Davis e Vermelho. Os veteranos do Techno Ben Klock, DVS1 e a estrela em ascensão Dax J também estarão presentes nessa noite.

O festival ainda recebe Honey Dijion no Brasil, e dá as boas-vindas a Len Faki para sua primeira apresentação no DGTL.

O line-up completo você confere no vídeo abaixo!

Sustentabilidade

Assim como em eventos anteriores, o DGTL vai trazer arte e sustentabilidade para São Paulo. A produção se esforça para defender sua reputação como um dos festivais mais sustentáveis ​​do mundo, evoluindo constantemente e desenvolvendo técnicas e projetos para reduzir o desperdício e as emissões de CO2, aumentar a conscientização do público e estimular a participação sustentável entre seus visitantes.

Entre os destacas prometidos está o “meat free”, um cardápio rico e variado, mas que não traz carne em nenhum dos prato vendidos no festival.

A ideia é que o DGTL se torne um festival totalmente sustentável até o ano de 2020.

Foto: Divulgação

Os bilhetes regulares estarão à venda a partir do dia 8 de fevereiro, ao meio-dia, através do site oficial do evento. Os ingressos do primeiro lote custam R$ 240,00 (inteira) e R$ 120,00 (meia entrada). O valor meia entrada também válido para quem doar um livro na entrada do evento.