27 de novembro de 2018/POR Diego Moretto

Dezembro não poderia começar melhor. O mês abre com mais uma edição do Festival Novas Frequências – meca nacional da música experimental e o maior festival do gênero na América Latina. O formato ocupação segue em seu DNA e diversas apresentações acontecerão em vários pontos da cidade , priorizando o tal formato “descentralizado”.

Para a sua 8ª edição, o Novas Frequências preparou um calendário foda: serão 21 atrações de 9 países diferentes, em atividades que incluem shows, performances, instalações sonoras, projetos comissionados e site specific, palestras e oficinas.

A 8ª edição do Festival Novas Frequências acontece entre os dias 03 e 09 de dezembro, no Rio de Janeiro.

~Infinito~

Inspirado no tema “infinito”, o Novas Frequências também conta em sua programação com diversas apresentações inéditas montadas especialmente para o festival: são performances diárias de piano acústico em diálogo com os sons da cidade – da Pedra do Arpoador ao Parque Madureira, do Paço Imperial à Praça Xavier de Brito; uma instalação em formato de paredão de som jamaicano; aulas de hatha yoga sonorizadas ao vivo; uma homenagem à Tropicalia em versão experimental; e um misto de show/performance/ instalação com duração de 24 horas.

“O número 8 é cheio de simbologia: significa Jesus Cristo no Cristianismo, é o número da sorte na China, universalmente considerado o símbolo do equilíbrio cósmico e da justiça”. palavras do curador do NF, Chico Dub.

Festival traz pela primeira vez ao Brasil o japonês Keiji Haino e o alemão Moritz Von Oswald – e pela primeira vez ao Rio o austríaco Fennesz. Os três gigantes da música experimental encabeçam a 8ª edição do festival carioca, considerado o principal evento sul-americano dedicado à música exploratória e a vanguarda sonora.

SHAPE

Em mais uma parceria com a SHAPE, plataforma voltada para música, a arte sonora e a performance audiovisual fundada por 16 festivais e centros culturais da Europa, o Novas Frequências traz ao Rio três destaques de seu programa em 2018:  Bonaventure, Tomoko Sauvage e a francesa Marine Tordjmann, mais conhecida como OKO DJ. Dona de um arsenal sonoro dos mais ecléticos, OKO DJ é a perfeita definição do que significa a expressão “caixinha de surpresas”.  

O festival Novas Frequências é um dos mais legais e importantes da cena experimental na América Latina. As performances costumam surpreender e encantar, sempre em lugares inusitados e com um conteúdo que certamente você não verá em outro lugar.

No contexto atual, é um primor que o festival exista e respire. É fechar o ano com chave de ouro – e estaremos novamente conferindo tudo de pertinho. Para mais informações, acesse o site oficial e não perca!

www.novasfrequencias.com

www.facebook.com/novasfrequencias