Hola guapxs! Conheça o Circuito que Faz Barcelona Pegar Fogo - Pulso

Hola guapxs! Conheça o Circuito que Faz Barcelona Pegar Fogo

Podemos dizer que é na quente Barcelona que a temporada de verão do velho continente começa de fato? Sim! Ainda neste ano, já tivemos Primavera Sound e o Sónar para movimentar a agenda de uma das cidades mais divertidas da Europa. E não poderia ser em outro lugar a realização do Circuit Festival, o maior festival de música eletrônica do mundo voltado para o público GLS.

O Circuit acontece desde 2008 na cidade espanhola durante o mês de agosto e dura cerca de 14 dias. O evento reúne os mais importantes selos de festas do gênero, apresenta uma carta com os melhores DJs e produtores do momento e atrai multidões de turistas de várias partes do planeta. Na edição de 2015, cerca de 70 mil pessoas de mais de 50 países marcaram presença no festival.

Organizado pelo Matinée Group, o festival impressiona pela imensidão das festas e eventos planejados. São mais de 20 festas espalhadas por toda Barcelona, em lugares paradisíacos e limitados – algumas festas esgotam pulseiras um ano antes!

O selo brasileiro The Week é um dos que tem residência fixa no Circuit, com uma noite especial e DJs brasileiros injetando o fervo latino nas pistas.

Mas precisamos voltar a falar sobre Barcelona: a cidade parece trabalhar junto do festival (como também acontece no Primavera e Sónar). Questões fundamentais como locomoção, informação e segurança, por exemplo, são planejadas para que o circuito seja incrível tanto para o turista quanto para a cidade.

Também pudera: só em 2015, quase 7 bilhões de dólares foram deixados por turistas homo na Espanha – hoje o país é oficialmente o destino gay mais procurado na Europa. De acordo com uma pesquisa feita pelo Ministério do Turismo espanhol, turistas gays gastam 30% a mais do que os outros. Isso foi fundamental para vencer o conservadorismo e passar a trabalhar junto com a causa.

Em 2016, paralelo ao Circuit, a diva Beyoncé fará uma apresentação única na Espanha. O festival adicionou o concerto no seu calendário de festas e concedeu descontos para quem fosse – mediante a apresentação da pulseira que dá direito a todos os dias do festival. Os ingressos se esgotaram em menos de 1h.

Outros pontos altos da edição deste ano do Circuit serão as festas Water Park Party, que contarão com cerca de 15 mil gays e lésbicas bailando em um parque aquático – é a maior pool party gay do mundo! A festa La Leche que acontece na discoteca à beira-mar L’Atlàntida, em Sitges, é hiper concorrida com filas de mais de uma hora na Praça Catalunha para conseguir lugar num dos carros da organização – sim, fica a uma hora de distância e o festival fornece transporte.

Festivais de música eletrônica voltados para o público GLS estão com produções cada vez maiores e disputadas. A exemplo do Circuit, outros grandes festivais podem ser citados ao redor do globo. Seja o Arena Festival no México ou o Hell’s & Heaven aqui no Brasil, eles costumam ser destinos turísticos incríveis, em lugares paradisíacos, com gente bonita, fervida e que raramente não esgotam as entradas. São lugares ideais para quem deseja estar em um ambiente livre de preconceitos e julgamentos, onde se sintam seguros e livres.

Infelizmente nem todas as cidades são como Barcelona e a marginalização de eventos como esses, é uma triste realidade. Existe uma difícil burocracia, principalmente quando o assunto é voltado para o público GLS. No entanto, com a popularização de festas e festivais do tipo e o retorno satisfatório para a economia da região, essa realidade tem mudado e o empoderamento da causa está cada vez maior. Que ótimo! No fim, todxs nós só queremos dançar, beijar e ser feliz. Que venha o Circuit!

*Colaboração especial do produtor dos festivais Arena (México) e RUMOURS (Colômbia), Alex Remann (@alexremann).