12 de dezembro de 2018/POR Pulso Crew

É chegada a hora da Retrospectiva Pulso com os melhores momentos em festivais nacionais e internacionais de 2018, e que fizeram nossos olhos brilharem e pés dançarem pelas pistas.

Felizmente, é até difícil escolher esses melhores momentos em festivais nacionais, tamanha a diversidade e quantidade de eventos realizados no país neste ano. Que maravilha!

Só desejamos que em 2019 ainda mais festivais e momentos épicos surjam nesse nosso Brasil <3

Os melhores momentos em festivais nacionais de 2018

Confira nossa lista com os destaques em festivais nacionais neste ano:

A estreia do Queremos Festival

Depois de trazer tantos shows ao Brasil,  o Queremos! realizou seu primeiro festival oficial, no Rio de Janeiro. Com uma locação perfeita – a Marina da Glória – e lineup interessante, o festival coloca o Rio de volta ao circuito nacional de festivais de música independente, e com os ajustes necessários, tem tudo para se tornar um ponto de referência para os amantes do “rolê indie”.

O crescimento do Coala Festival

Um dia de Coala Festival já era bom. Dois dias foi ainda melhor! O festival cresceu e conseguiu ficar ainda mais interessante, mantendo a qualidade do lineup, mas apresentando outras curadorias que fazem parte de um evento memorável, como a cenografia impecável, repaginação de espaços, distribuição de água e uma mistura de gerações totalmente positiva!

Foto: Divulgação

Os 20 anos do Bananada

Apesar de alguns problemas, o Bananada realizou uma bela edição em comemoração aos seus 20 anos de história. E 20 anos é pra poucos! Com um lineup que contemplou de Pabllo Vittar a Gilberto Gil, não haveria jeito melhor para celebrar um festival nacional que mostrando a diversidade do país no palco. Viva!

Foto: Divulgação

Os muitos MECAs pelo Brasil

Mais do que nunca, o MECA se mostrou um festival itinerante. Além do tradicional MECAInhotim, em 2018 houve edições em São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Sul… Todas as edições com artista ímpares, e com uma curadoria que mantém exatamente a “aura MECA” no evento. Pra 2019 pode ter mais edições ainda que a gente não reclama!

Foto: I Hate Flash

15 anos de Coquetel Molotov

Também com uma edição de comemoração, o No Ar: Coquetel Molotov celebrou 15 anos com muitos shows (muitos mesmos) entre atrações nacionais e internacionais, além de uma programação com cinema, moda e um encontro de Vogue. O festival ganhou até uma edição especial em São Paulo. Quer mais sucesso?

Foto: Divulgação

A celebração da cultura local no Breve Festival

O mais legal do Breve festival é a sua proposta de valorização da cultura local. E quando falamos em cultura, isso engloba mais que apenas música, incluindo diferentes experiências artísticas e criativas. Por isso, o espaço dado para criativos locais de Belo Horizonte é mais que um ato legal dentro do festival, é necessário para a disseminação da cultura.

Foto: Vinicius Gonçalves _ @vinnigg

A diversidade celebrada no Milkshake Festival

Nada tira o brilho do Milkshake Festival. Tudo funcionou muito em termos técnicos, principalmente com a cenografia, e ainda que alguns problemas, como o ocorrido com a cantora Wanessa Camargo, tenham repercutido, o balanço final do festival foi bem positivo. Afinal, como não ser com esse visual e alegria?!

Foto: Felipe Panfili/Divulgação

Mais um ano de Lollapalooza

O Lollapalooza é sempre destaque por promover um dos maiores festivais do país, que nesse ano teve 3 dias e centenas de atrações. Sempre funcionando como um todo, em 2018 o Lolla conseguiu oferecer mais experiências e os elogios foram diversos. Ponto positivo pro festival que não deixa de crescer e melhorar a cada edição, mesmo com o nome já tão consolidado entre o público.

Foto: Divulgação