16 de fevereiro de 2020/POR Franklin Costa

Todos os anos, centenas de festivais disputam a atenção de fãs de música em um mercado altamente competitivo. Destacam-se os que conseguem ser mais criativos e engajar seu público com antecedência. O Primavera Sound, em Barcelona, é um deles.

Suas campanhas de comunicação são tão aguardadas quanto o seu line-up e sempre olhamos atentamente os materiais divulgados para absorver  referências que enchem os olhos de profissionais da indústria do entretenimento

Aliás, o Primavera Sound é um objeto de estudo tão relevante para nós que o incluímos nos nossos destinos de 2020 do ØCLB Journey, nosso programa de experiência em educação que une viagem, diversão e aprendizado antes e durante o festival e que está com as vagas abertas.

Se você curte a ideia de conviver com um grupo de pessoas igualmente interessadas em se desenvolverem no mercado através de uma experiência imersiva em Barcelona, com atividades exclusivas e curadoria especializada durante o Primavera Sound, clique aqui para saber mais.

Confira, a partir de cases do festival, 4 lições que todo profissional de marketing deveria aprender com o Primavera Sound.

1 – Não venda. Conte uma história

Em 2016, o Primavera Sound lançou seu line-up de uma forma completamente inusitada. No lugar dos cartazes estáticos e cheio de nomes desconhecidos em letras minúsculas, o festival optou por um vídeo com uma narrativa pra lá de criativa.

Os artistas apareciam como parte de uma história, ilustrada pela animação que se formava na tela e com a trilha assinada por um dos headliners daquele ano: John Carpenter.  

A lição aqui é simples: não force uma venda. Conte uma história com sua marca. Pessoas não se conectam com produtos, e sim com as histórias que eles contam.  

2 – Coloque sua comunidade em 1º lugar

Toda marca deve se esforçar para descobrir quem são seus fãs. Se eles não existem, é hora de investir seu orçamento de marketing para isso. Vivemos a era das mídias sociais. Como já saiu no Draft, são os fãs que constroem a cultura de uma marca

Se liga no vídeo que o Primavera Sound lançou antes de divulgar seu line-up para 2018.

Eles convidaram 10 pessoas de diferentes países para serem os primeiros a descobrir a programação do festival. Só essas 10 pessoas souberam primeiro. E os produtores do evento, claro. Imagine ser uma delas?

Agora, imagine testar produtos e serviços com uma comunidade fiel e que se sentirá eternamente agradecida só pelo fato de ser chamada primeiro para dar sua opinião? 

Claro, neste caso, é uma ação de marketing. Só a repercussão do vídeo já valeu o retorno sobre o investimento. Tem dúvidas? Joga no Google “Primavera Sound line-up 2018” e confira o buzz.

3 – Promova conexões improváveis

O que um matemático, um artista plástico, um fotógrafo, um designer e um diretor de vídeos tem em comum?

Todos são personagens de uma série fantástica de vídeos criados pelo NOS Primavera Sound, a edição português do festival. Nos vídeos abaixo, profissionais de áreas distintas, residentes do Porto, comentam a relação entre suas carreiras, a cidade, a música e o festival.

Criar conexões improváveis, chamar pessoas reais, envolver a cidade e promover a cena local. Receita infalível para marcas que buscam engajamento (e compartilhamento nas redes sociais).

4 – Inove no seu propósito (e na forma de comunicá-lo)

No mundo atual as demandas sociais são muitas, mas são claras: estamos na era da diversidade, da quebra de padrões, da liberdade e da igualdade. Enquanto décadas atrás o questionamento era se o “marketing de causa” deveria se tornar uma estratégia prioritária para marcas de todos os tipos, hoje é praticamente uma obrigação. O Primavera Sound, com seus valores progressistas, publicou esta obra-prima para anunciar que pelo menos metade do line-up de 2019 seria composto por mulheres:

Com o slogan “The New Normal” (“O Novo Normal”)a campanha promoveu um vídeo-manifesto à altura do seu objetivo. Inclusive, o Primavera Sound manteve sua promessa no line-up de 2020, igualmente equilibrado entre artistas do sexo feminino e masculino — e para o orgulho de nós, brasileiros, com a presença de Pabllo Vittar, Teto Preto e Arthur Verocai.

*****

Curtiu esses insights? Se você é interessado pelo Primavera Sound ou é um profissional da indústria criativa e de entretenimento querendo aprimorar e trocar conhecimento, vem com a gente pra edição de 2020!