28 de agosto de 2019/POR Franklin Costa

A cidade onde um festival acontece diz muita coisa sobre ele. E vice-versa.  Normalmente, os festivais acontecem em locais distantes do centro comercial ou das regiões mais nobres da cidade. Mas também acontecem os casos em que festivais ocupam a cidade, que se torna parte do festival

Durante os dias de celebração, é possível unir a vontade de descobrir a cidade com o desejo de conhecer novos artistas, bandas e sons.

Pessoalmente, adoro esses festivais. É uma chance de praticar o turismo cultural, mas sem tirar o pé da pista. E o melhor: a certeza de que a noite de sono será bem melhor que numa barraca de camping.

Antes de continuar a leitura, uma perguntinha: topa viajar com a gente para uma cidade e um festival dos sonhos? Conheça os próximos destinos OCLB travelSXSW (Austin)Sónar (Barcelona) e Primavera Sound (Barcelona).

Festivais que ocupam a cidade

Festivais que ocupam a cidade: Amsterdam Dance Festival
Amsterdam Dance Event

Confira a lista e programe a sua próxima viagem!

1) Amsterdam Dance Event

O Amsterdam Dance Event (ou ADE para os chegados) é um dos festivais que mais cresce no mundo. Ele acontece em diversos locais da cidade, de albergues à clubs, centros culturais à universidades. Ao todo, o festival compreende cerca de 450 eventos e 2.200 artistas ao longo de 5 dias em 115 clubs e baladas (!). Não à toa é hoje a maior conferência da indústria da dance music do mundo.

Amsterdam Dance Event

2) Le Guess Who?

A 42 minutos de trem de Amsterdam encontra-se a não-tão-fervida mas igualmente cool-e-criativa Utrecht, cidade-sede de um dos festivais mais interessantes da Europa: o Le Guess Who? É um festival para quem deseja descobrir novos sons: o line-up é programado por 6 artistas convidados como curadores. Teatros, salas de cinema, igrejas e praças da cidades são a locação deste evento cuja proposta principal é explorar novas frequências musicais. 

3) Distortion

O que aconteceria se as ruas da sua cidade fossem fechadas para receber os melhores DJs do mundo em uma série de festas abertas ao público? Não é todo o mundo que tem a sorte de celebrar o Carnaval ou ter uma Virada Cultural. Mas em Copenhagen, na Dinamarca, todos os anos tem Distortion. Esse não vou nem falar… dá um play no vídeo e sente a vibe. 

Distortion
  • Cidade: Copenhagen
  • Quando acontece: Final de maio, inicio de junho
  • Para quem: fãs de música eletrônica e festas na rua
  • Site: https://www.cphdistortion.dk/

4) SXSW

Um dos nossos festivais preferidos (que mais já marcou presença aqui no Projeto Pulso), o SXSW é uma “surra de conteúdo e shows espetaculares”. Tem para todos os tipos de gostos e públicos. São mais de 2.000 apresentações de artistas, DJs e bandas em locações surreais como igrejas, restaurantes tex-mex, lojas de discos, churrascarias, cinemas e (até, acredite) em casas de shows.

SXSW
  • Cidade: Austin
  • Quando acontece: Março
  • Para quem: toda a indústria da música e dos festivais, dos fãs aos bookers
  • Site: https://www.sxsw.com/

5) Primavera Sound

Fechando a lista com chave de ouro, o nosso festival favorito de 2019 (até agora) – e um dos mais admirados festivais do mundo. Barcelona é uma cidade fantástica. Porém, visitá-la na alta temporada é uma mega roubada (muita gente, muito calor, altos preços etc). Uma boa época pra viajar até lá é justamente durante a primavera, quando acontece esse festival que dá uma verdadeira aula sobre como ocupar uma cidade.

Primavera Sound

**

Curtiu? Animou em conhecer um desses? Em 2020, estamos organizando um grupo que vai viajar com a gente para o SXSW, Sónar e Primavera Sound. Vamos juntos?