19 de maio de 2019/POR Franklin Costa

Portugal é um dos melhores países da Europa. Especialmente para nós, Brasileiros. O idioma, a comida, o vinho, as praias e o clima contribuem positivamente para esta percepção. E, claro, os festivais de música não são exceção.

Segundo a APORFEST, mais de 300 festivais de música foram realizados em Portugal no ano passado. Muitos destes são praticamente um segredo.

Se você perguntar a um típico Tuga porque estes festivais ainda não caíram na boca do mundo, ele provavelmente dirá que “os portugueses não sabem (se) vender”. Não acredite. É uma desculpa para manter o segredo bem escondido.

Se você é fã de música eletrônica, a gente tem um convite: no dia 29/10 acontece em São Paulo a ØCLB Masterclass – Eletronic Music Business, um curso intensivo sobre os negócios da música eletrônica. Garanta a sua vaga nesse fervo

Selecionamos 5 festivais de música eletrônica em Portugal para você conhecer antes que o hype os domine. Tome nota, ô pá!

5 festivais de música eletrônica em Portugal

Nova Batida (Lisboa, 13 a 15 de setembro)

São 3 dias de música, arte e cultura no coração de Lisboa. O festival criado pelos sócios-fundadores do Village Underground, um dos coworkings e espaços criativos mais cool da capital portuguesa, reune a fina nata da música eletrônica contemporânea.

Em 2019, comemora sua 2ª edição, com nomes como Four Tet, Jon Hopkins, John Talabot e Ross From Friends. Alem do lineup caprichado, o festival oferece uma programação de palestras, yoga, surf e experiências gastronômicas locais. Super fixe!

Belo lineup do Nova Batida

Lisb-On (Lisboa, 6 a 8 de setembro)

Lisb-On é tema recorrente de nossos cursos do OCLB. O conceito do festival gira em torno de um jardim sonoro. O festival acontece durante o dia em um parque cercado de natureza. É o mais próximo do paraíso que você pode chegar.

Os videos de lançamento do lineup, sua campanha de comunicação e conteúdos nas redes sociais são todos LINDOS, sempre explorando de forma criativa e artística uma rara relação entre música eletrônica e natureza. Vale ficar de olho!

se liga neste video de lançamento do lineup de 2018

Festival Forte (Montemor-O-Velho, 22 a 25 de agosto)

Imagina essa combinação. Techno underground e música eletrônica experimental. Instalações artísticas e performance visual. Uma fortaleza rochosa, nas ruínas de um castelo secular, no coração de Portugal. Esse é o Festival Forte, um dos tesouros mais bem escondidos da terrinha.

No lineup de 2019, nomes como Dave Clarke, Oscar Mullero e Luke Slater dão o tom (BOLD!) do festival. Como o forte fica a 200 Km de Lisboa, existem opções para ir de carro, trem e ônibus. Rola um camping também, então… prepare bem a sua jornada.

Line-up de respeito do Festival Forte 2019

Waking Life (Crato, 14 a 19 de agosto)

Esse secretíssimo festival boutique é o único da lista que não é produzido por Portugueses. Waking Life leva a assinatura do coletivo belga Roots of Minimal em parceria com os conceituados artistas do selo alemão Giegling.

Misto de comunidade, pós-rave e experiência imersiva, Waking Life acontece na mítica cidade Crato, conhecida por ser uma das “mais desérticas regiões do Sul Europeu”.

Poster do Waking Life 2019

O festival chega em sua 3ª edição em 2019, sendo destaque em veículos de prestígio, como o über-cool portal XLR8R e o Resident Advisor.

Fica a dica: para ficar por lá, só acampando.

Neopop (Viana do Castelo, 7 a 10 de agosto) 

Pra fechar a seleção com chave de ouro, o já tradicional Neopop. Localizado no norte de Portugal, durante uma semana pacata cidade de Viana de Castelo se transforma na capital portuguesa do Techno.

Não acredita? Então se liga no abaixo-assinado que a produção do festival preparou ano passado com este objetivo.

Neopop é talvez o mais conhecido e mais antigo festival desta lista. Sua comunicação ARREBENTA (é feita pelos mesmos criativos do festival Lisb-On) e o lineup não deixa por menos. Neste ano, os clássicos Underworld, Laurent Garnier, Jeff Mills e John Digweed dividem os stages do festival com os novos heróis da cena eletrônica como Amelie Lens, Nastia e Acid Pauli.

Nos vemos em frente à caixa esquerda

Haja pernas pra aguentar este dancefloor até o after…