28 de maio de 2019/POR Dianny de Castro

Ah, o Rock in Rio! Esse evento maravilhoso, que já reuniu alguns dos maiores nomes do rock e da música mundial em geral, é aguardado com dias contados por quem sente a música pulsar nas veias.

Você pode ter o nome de todas as bandas que participarão desta edição na ponta da língua (ou pelo menos daquelas que está ansioso para assistir), mas há muitas curiosidades sobre o festival que você não faz nem ideia!

18 fatos sobre o Rock in Rio

Ney Matogrosso, no Rock in Rio 1985

E aí, tá pronto para saber quais são elas e, assim, se mostrar um fã ainda mais assíduo? Então let’s rock!

  1. A área do Parque Olímpico do Rio de Janeiro (RJ), local do evento, terá 385 mil m², ou seja, 60 mil m² a mais do que a edição de 2017. Espaço não vai faltar
  2. A edição de 2019 do Rock in Rio terá quase mil banheiros, que diferente do que geralmente se vê em eventos desse porte, não serão químicos, mas sim tradicionais.
  3. Também na edição de 2019, haverá um espaço de meio quilômetro, equivalente ao comprimento de quase cinco campos de futebol, para comprar comida, bebida e produtos especiais do evento. Haja variedade.
  4. Serão 6 palcos no Rock in Rio 2019: Mundo, Sunset, New Dance Order, Rock Street Ásia, Rock District e Espaço Favela.
  5. Em toda a história do Rock in Rio, já foram escalados mais de 2 mil artistas e gerados mais de 212 mil empregos. 9,5 milhões de pessoas já estiveram na plateia, maior que a população dos Emirados Árabes Unidos.
  6. Na edição de 2017, foram utilizados aproximadamente 30 mil kW de energia elétrica, suficiente para iluminar a cidade de Olímpia, em São Paulo, que tem 802,7 mil m² de área, mais que o dobro do Parque Olímpico.
  7. Para abastecer os 30 mil kW de energia elétrica usados na edição de 2017, foram necessários pelo menos 20 geradores de energia de 1.500 Kva, que estão entre os mais potentes disponíveis. Cada um mede aproximadamente 6 metros de largura por 2,50 metros de comprimento, além de mais de 2,50 metros de altura, totalizando uma demanda de pelo menos 300 m² apenas para eles, além do espaço para ligações elétricas e abastecimento.
  8. A potência sonora do Rock in Rio 2017, na cidade carioca, foi de 1 milhão de watts, o que o tornou o maior sistema sonoro já montado em todo o mundo.
  9. 700 mil pessoas assistiram aos shows do evento de 2017, no Rio de Janeiro. Se o número de pessoas presentes no evento de 2019 for proporcional à área do evento, estima-se que haverá quase 830 mil pessoas.
  10. Na edição de 2017, na cidade carioca, foram contratadas 20 mil pessoas para fazer tudo funcionar. Ao estimar pela área do evento de 2019, é provável que aproximadamente 23,7 mil trabalhadores precisem ser contratados para deixar tudo em ordem.
  11. A edição de 2015, em Las Vegas, teve o menor público da história do evento, de 172.000 pessoas, distribuídas pelos 4 dias de festival (média de 43.000 por dia). A edição de 2001, por sua vez, que ocorreu no Rio de Janeiro, levou 1,235 milhão de pessoas em 7 dias, com média diária de 176.430, maior que o público total de Las Vegas.
  12. O maior público em números absolutos foi justamente do primeiro Rock in Rio, em 1985, que aconteceu em uma área de 250.000 m² em Jacarepaguá. 1,38 milhão de pessoas presenciaram o evento.
  13. Sabe o famoso festival de Woodstock, que aconteceu em 1969? Pois bem, o público da edição de 1985 do Rock in Rio, que vimos anteriormente, foi mais de 3 vezes maior.
  14. O dia 11 de janeiro de 1985, que teve Queen, Iron Maiden, Whitesnake, Baby Consuelo e Pepeu Gomes, Erasmo Carlos e Ney Matogrosso, levou nada menos que 300 mil pessoas à Cidade do Rock, número maior que a população atual de Palmas (TO).
  15. O Rock in Rio 1991 aconteceu no estádio do Maracanã. Na ocasião, foram utilizados 3.000 refletores, dos quais 480 eram faróis de avião, posicionados de maneira planejada para iluminar muito bem o evento.
  16. No mesmo Rock in Rio 1991, o cantor Prince exigiu que fossem separadas 500 toalhas brancas para ele, das quais menos de 50 foram usadas. O restante ficou de “brinde” para a família do organizador do evento, Roberto Medina.
  17. Parece estranho que o Rock in Rio também aconteça em outras cidades, como Lisboa, Madrid, Las Vegas e Dusseldorf, mas até o ano de 2004, todas as edições tinham acontecido na cidade carioca.
  18. O primeiro músico que esteve nos palcos do Rock in Rio foi Ney Matogrosso: em 1985, ele cantou para 140 mil pessoas e iniciou o show com a música “Desperta, América do Sul”.

Fala sério, quantas dessas curiosidades você conhecia sobre o Rock in Rio, que arrasta centenas de milhares de pessoas por onde passa, seja na América do Sul, Europa ou América do Norte?

De contatos com as equipes dos artistas até alugar gerador (e não são poucos!) e preparar uma área maior de 380 mil m², há muitas curiosidades envolvidas nos bastidores. Afinal de contas, nada mais justo para um dos maiores eventos do mundo da música!