RMC Celebra 10 Edições em 2018 e Anuncia Novidades - Pulso

RMC Celebra 10 Edições em 2018 e Anuncia Novidades

O maior festival de música eletrônica da capital carioca, o Rio Music Conference, realizará sua 10ª edição em 2018. Iniciando suas atividades na capital carioca em 2009, o RMC é o principal encontro anual de música eletrônica e do mercado de entretenimento da América do Sul.

Ao longo desses anos, passou por 13 cidades no Brasil e se legitimou como a principal plataforma de convergência do mercado da economia criativa para marcas, negócios e networking.

Fundado pelo empresário Claudio da Rocha Miranda Filho, o RMC surgiu com a missão de impulsionar o mercado no país, inspirado em grandes conferências mundiais.

Tem estreita cooperação e troca de conteúdo com o Winter Music Conference/WMC (Miami), o International Music Summit/IMS (Ibiza) e o Amsterdam Dance Event/ADE (Amsterdam).

E é membro com dois assentos na AFEM (Association for Electronic Music), onde apenas 48 dos mais relevantes players do mundo têm acesso.

Em 2009, a primeira edição surgiu com a percepção que o mercado de música eletrônica estava crescendo bastante no país. Segundo dados do RMC, na época mais de USD 3 bilhões eram movimentados por ano sem que houvesse um encontro para expandir e estruturar melhor o mercado.

Logo depois surgiu o Prêmio RMC, onde os embaixadores (profissionais do mercado aprovados pelo conselho RMC) elegem os maiores talentos do Brasil em várias categorias como artistas, produtores, fotógrafos e jornalistas além de clubs, produtoras de eventos e veículos especializados.

O Anuário do Mercado surgiu também como uma publicação anual produzida pela organização com entrevistas, dados e balanços do mercado, analisando o cenário econômico e artístico do Brasil em números e valores.

O RMC em Números

  • 9 edições principais no Rio de Janeiro
  • 30 edições regionais em diversas cidades do Brasil
  • 78 eventos oficiais em todo o Brasil e 1 nos EUA
  • 81 dias de atividades de negócios e acadêmicas
  • 33 mil pessoas já passaram pelo RMC
  • 920 embaixadores ativos em todo o Brasil
  • R$ 61 milhões em mídia espontânea

 

Rio Music Conference x Rio Music Carnival

Painel do Rio Music Conference – Divulgação: site RMC

O RMC é sempre dividido em dois momentos

No primeiro, acontece a conferência com workshops e painéis que traz debates voltados para negócios e o desenvolvimento da música eletrônica no país com diversos profissionais do setor.

O evento é desenvolvido por uma equipe de curadores e especialistas, sendo um ótimo espaço para se atualizar com tudo o que está acontecendo, além de fazer networking por ter a presença de grandes nomes do mercado.

A conferência começou na Marina da Glória e abriu espaço para expositores e seus stands naquela época.

Em seguida se mudou para o Hotel Pestana em Copacabana, onde permaneceu por muitas edições. E por fim, aconteceu nos dois últimos anos no MAR (Museu de Arte do Rio).

Abaixo, o video onde o DJ Rodrigo Vieira fala sobre a importância do RMC em 2009:

O segundo momento é formado pelo festival que acontece durante os dias de Carnaval na Marina da Glória – um dos cartões postais do Rio de Janeiro.

As noites trazem os principais artistas nacionais e internacionais do mundo, apresentando as principais tendências musicais.

Palco do Rio Music Carnival (Marina da Glória) – Divulgação: site RMC

Com o conceito “vamos ligar o Rio na tomada”, o RMC passou pelos principais momentos da música eletrônica no país e a evolução foi grande, apresentando os principais estilos musicais como house, techno, electro e o trance.

O movimento do Brazilian Bass, a ascensão e consagração da EDM e a aposta na bass music + funk carioca foram muito importantes para o festival. Em 2016, foi incluído o Baile do Dennis na programação, o que foi um divisor de águas.

Com muitas críticas por ser uma label de funk – criada por Dennis DJ, mas também com uma incrível aceitação do público, se tornou a noite mais disputada sendo sold out nos dois anos de sua realização. Isso mostra que a música eletrônica é eclética e livre de preconceitos e barreiras.

Arte do RMC com os principais estilos musicais da edição 2016

Em 2014, o festival abriu alas para seu novo nome: Rio Music Carnival, se tornando o novo conceito do encerramento do Rio Music Conference nos principais dias de folia.

Com o Carnaval do Rio em constante mudança e o surgimento de festas temáticas e mais de 500 blocos de rua – o que não existia há 10 anos atrás, o RMC se manteve sólido como a principal referência de entretenimento em música eletrônica para cariocas e turistas nesse período, provando que esse segmento musical já faz parte do calendário carioca.

Noites lotadas e DJs ovacionados ao final de seus sets, brilhando tanto como uma grande escola de samba.

 

Steve Aoki – Divulgação: site RMC

 

Além da conferência e do festival acontece também o Club Week, parceria do RMC com as principais casas noturnas do Rio.

Esse período antecede o Rio Music Carnival e são realizadas noites especiais, com os clubs se tornando verdadeiros anfitriões do evento.

Novidades para 2018

Para celebrar os 10 anos do RMC, uma série de ações especiais estão sendo programadas para essa próxima temporada comemorativa.

O evento em 2018 estimulará ainda mais a troca de informações e conhecimento, criando novos negócios e encontros.

O que posso adiantar é que uma das principais novidades acontecerá na próxima edição em São Paulo e que outras edições já estão programadas para acontecer em diversas capitais do país.