O Show da Minha Vida - Radiohead no Brasil em 2009 - Pulso

O Show da Minha Vida – Radiohead no Brasil em 2009

Foram pelo menos 12 anos de muita torcida e angústia na espera por um show do Radiohead no Brasil. Eu já conhecia a banda desde o primeiro disco, de 93, mas nunca dei muita bola. Até que lançaram o ‘OK Computer’, em 97. Ali eu me tornei fã: como podia uma banda ser tão ousada, certeira e melódica daquele jeito? Tava tudo tão encaixadinho que aquelas músicas só podiam ter sido feitas para mim.

A agonia acabou em 2009, quando a banda finalmente fez dois shows por aqui dentro de um minifestival chamado Just a Fest (?), que ainda tinha Los Hermanos e Kraftwerk no line-up. As apresentações rolaram no Rio (Apoteose) e em São Paulo (Chácara do Jóquei). A essa altura da carreira, o quinteto já tinha mais quatro álbuns nas costas: ‘Kid A’, ‘Amnesiac’, ‘Hail to the thief’ e ‘In Rainbows’. Logo após a confirmação dos shows, a angústia passou a ser outra: era muita música maravilhosa para apenas duas horas (se tanto) de show. Como lidar?

Como era a primeira vez da banda pelas praias latinas, Thom Yorke e cia fizeram várias concessões e montaram um setlist bem diferente do que vinham apresentando na Europa e EUA. Achei justo. Para minha gratidão eterna, entraram no setlist do Rio quase todas as minhas preferidas (não hits): ‘The Gloaming’, ‘How to disappear completely’, ‘Idioteque’, ‘There There’, ‘I might be wrong’.

E é claro que teve ‘Creep’ no final.

https://www.youtube.com/watch?v=x-Ci7e3ivAQ

No dia seguinte peguei o avião e fui para SP. O local do show era longe e fedia a bosta de cavalo, mas eu não estava nem aí. Tinha mais gente do que o do Rio, vi bem de longe porque não tenho mais paciência para empurra-empurra. Adorei as sutis mudanças na ordem do setlist, além das músicas que não rolaram no Rio – ‘Fake Plastic Trees’ e ‘Climbing up the walls’. Surpreendentemente ‘No Surprises’ ficou de fora do show paulistano, entrou ‘Lucky’ no lugar. Bola fora – talvez a única da passagem da banda pelo Brasil.

Além dos vídeos espalhados por este post, tem o belíssimo projeto Rain Down, que um fã ‘refez’ o show do grupo juntando trechos das músicas (gravadas durante a apresentação) que encontrava pelo YouTube. Cata lá que vale a pena.