O Rock in Rio Investe na Sustentabilidade Por Um Mundo Melhor - Pulso

O Rock in Rio Investe na Sustentabilidade Por Um Mundo Melhor

Quando o assunto é Rock in Rio, logo de cara pensamos nas bandas que irão tocar e começamos a imaginar o nosso lineup dos sonhos. Pouco observamos seu compromisso sustentável, a bandeira “por um mundo melhor” levantada pelo festival.

Foi pensando nisso que o Amazônia Live foi criado. O projeto social que engloba diversas ações sustentáveis ao longo do período em que o Rock in Rio não é realizado e busca implementar todos os itens listados no Plano de Sustentabilidade.

Foto Divulgação – Palco Mundo

Segundo Roberto Medina, as pessoas precisam assumir não só as responsabilidade próprias mas sim como um compromisso coletivo enquanto cidadãos e profissionais, em cada atividade realizada no seu dia-a-dia, buscando a construção de um mundo mais sustentável.

O Compromisso do Rock in Rio

Alterar o comportamento da equipe, patrocinadores e fornecedores e de todas as pessoas que participam ou tem contato com o festival através de ações de envolvimento, disseminando boas práticas sociais, ambientais e econômicas e fomentando a escolha de melhores opções.

O Rock in Rio busca ser melhor a cada edição, partindo sempre das práticas da edição anterior e melhorar, mantendo a certificação ISO 20121 – Eventos Sustentáveis em qualquer edição e país que ocorra, além de reduzir e compensar as emissões de CO2 previsto como resultado de todas as ações ambientais do plano de sustentabilidade.

O Plano de Sustentabilidade e Suas Normas Que Precisam Ser Avaliadas e Executadas

Sempre que possível a organização opta por fornecedores de produtos e serviços com certificações e selos sustentáveis.

O festival também avalia e trabalha com os parceiros que possam melhorar continuamente e em parceira, além de utilizar sistemas de iluminação e equipamentos eléctricos eficientes e voltado para a correta utilização, mantendo a qualidade necessária e exigida para que o evento decorra com normalidade em qualquer fase.

Reduzir, reciclar e reutilizar, seguindo esse é o principal lema que o festival identifica nas embalagens e tipo de resíduos produzidos pela organização e pelos seus parceiros.

Sendo assim, ele permite antecipar e preparar um plano de resíduos mais adequado à realidade de cada um e criar soluções para reduzir a quantidade de materiais que são consumidos.

O Rock In Rio procura Promover a otimização de transporte de cargas, envolvendo neste compromisso os seus parceiros (patrocinadores, apoiadores e fornecedores), assim como promover a eco-condução e a utilização de transportes eficientes e a utilização de transportes coletivos e garantir acessibilidade para todos. 

A par da campanha de comunicação são estabelecidas parcerias de forma a garantir horários e rotas adequadas ao evento que sejam cômodas e eficazes, sendo reais alternativas ao veículo próprio.

Criar parcerias para testar e melhorar as acessibilidades, fornecendo os meios e serviços adequados a todo o público do Rock in Rio.

Implementar medidas de uso eficiente da água. Sensibilizar todos os envolvidos e fomentar a utilização de equipamentos eficientes.

Reduzir, quantificar e compensar as emissões de gases no efeito estufa tem sido o nosso compromisso desde 2006 que se manterá pelas edições futuras.

Cumprir toda a legislação e regulamentação aplicável. Sempre que um tema não esteja legislado ou regulamentado localmente é compromisso da organização implementar as práticas mais exigentes aplicadas noutros países onde o evento ocorra e já adotadas pela organização.

Gerar retorno. Todas as partes interessadas são consideradas na organização do evento, desta forma o festival tem o compromisso de gerar retorno para os acionistas.

Melhorar continuamente. De edição para edição são identificadas as potenciais melhorias e definidas medidas a serem implementadas para a próxima edição.

O Rock in Rio tenta cumprir todos os itens listados e avaliados no seu plano de sustentabilidade de uma forma onde tudo seja executado com excelência, caso não seja dessa forma o festival busca implantar tudo que está no seu plano a cada edição.

Desde a otimização e transporte de carga a comunicação do evento para que o público também tenha uma visão sustentável do mundo e queira ele melhor.

O projeto Amazônia Live é um dos projetos sociais do Rock in Rio. Através dele, será plantado mais de três milhões de árvores na maior floresta tropical do mundo. Unindo milhares de pessoas que acreditam que possam fazer um mundo melhor em uma plataforma colaborativa e rock n’ roll!

Uma novidade esse ano no festival será a implementação de “árvores solares” que serviram como estação de apoio para que os participantes recarreguem a bateria do seu celular.

A “OPTREE” foi criada pela startup brasileira SUNEW, em parceria com a Metalco do Brasil, e é capaz de captar energia solar através de filmes fotovoltaicos instalados nas folhas.

No Rock in Rio a estação de recarga terá  5 árvores fotovoltaicas fornecendo energia gratuitamente – cada uma com 10 tomadas USB.

Ana Luiza Cavalcante Por Ana Luiza Cavalcante

Desde 1990 ouvindo e respirando música. Produtora de eventos com base em Belo Horizonte mas que não deixa de viajar pelo mundo atrás do que ama: festivais.

Posts Relacionados