DGTL São Paulo acontece no próximo sábado reunindo música, arte e sustentabilidade

DGTL São Paulo acontece no próximo sábado reunindo música, arte e sustentabilidade

A segunda edição do DGTL São Paulo acontece no próximo sábado, 05 de maio, trazendo toda a atmosfera do tradicional festival holandês de música eletrônica para a cidade.

O evento rola na Fábrica 619, antiga fábrica de livros no Jaguaré e que será ocupada pela primeira vez pelo DGTL. A atmosfera industrial do local será mantida para receber alguns dos principais nomes do cenário eletrônico nacional e internacional, que se revezarão com novos talentos durante mais de 12 horas de programação, além de reunir arte e sustentabilidade.

O line up mescla diferentes gêneros e sonoridades – do clássico à música futurista: da intensidade do Techno ao revival da Disco, passando pela textura envolvente da House Music. Nomes como os brasileiros Davis e Zopelar, e a americana Honey Dijon completam alguns destaques desta edição.

O alemão Rødhåd e o inglês Daniel Avery farão uma apresentação inédita no Brasil em formato back to back e Len Faki, também da Alemanha fará sua estreia no DGTL em São Paulo.

As instalações visuais projetadas pelo artista Muti Randolph também fazem parte da experiência do festival. O artista carioca assina projetos para o festival desde 2016 nas edições de Amsterdã, Barcelona e também em São
Paulo no ano passado.

O trabalho de Muti consiste em mapear instalações de LED que interagem com o público de acordo com os efeitos de equalização encontrados na música vinda das apresentações dos próprios DJs e produtores, transformando o ambiente em perfeita sintonia.

A divisão da programação ficou assim:

Sustentabilidade

Além da música e da arte, outro pilar do DGTL é a sustentabilidade. O festival está comprometido com a redução de danos ao meio ambiente. Algumas ações praticadas nas edições passadas, como o incentivo a reutilização do copo de bebida e o tratamento da urina dos banheiros do festival para virar adubo, contribuíram para que o DGTL conquistasse prêmios importantes dentro da categoria de empresas sustentáveis.

A novidade para esta ano é o conceito meat free, que visa conscientizar o público não apenas sobre a importância de evitar a carne em prol dos animais, mas sim com o intuito de reduzir danos ambientais.

Durante as mais de 12 horas de programação, o DGTL oferecerá diversas opções de comidas criativas e bebidas que não contenham ingredientes de origem animal, através de diferentes expositores espalhados na arena do festival.

Vale lembrar que o DGTL Holanda foi um dos vencedores do Greener Festival Award, premiação que destaca os festivais que criam um evento sem causar danos ao meio ambiente. A mesma proposta do DGTL se mantém na edições de todos os países pelos quais o festival passa, incluindo o Brasil.

Informações

O DGTL São Paulo vai receberá 22 atrações, que revezarão entre os palcos Modular, Generator e Frequency durante toda a noite de sábado e início da manhã de domingo.

Os ingressos ainda podem ser adquiridos pelo valor de R$170 reais (valor para meia entrada, válido mediante a
entrega de um livro em bom estado na entrada do evento), ou por R$ 340 reais para o valor integral, ainda
disponíveis no site oficial do DGTL.

Soraia Alves Por Soraia Alves

Jornalista formada pela UNESP-Bauru. Trabalha com web jornalismo e cultura pop.

Posts Relacionados