Coachella Além da Música Parte 1: Artes e Instalações - Pulso

Coachella Além da Música Parte 1: Artes e Instalações

Faltam poucos dias para o Coachella, o mais famoso festival de música do mundo desta geração. Embora a música continue sendo seu carro-chefe, sua fama não vem necessariamente dela. A verdade é que a AEG, produtora do evento, é uma especialista em criar experiências. Daquelas pensadas nos mínimos detalhes para você rechear suas redes sociais sem nem pensar no que está fazendo. De tabela, ajudar a espalhar ainda mais a o boca a boca sobre o festival.

Estaremos por lá na próxima semana, então começo aqui a série Coachella Além da Música, em que exploro as experiências surreais que fazem deste “o festival que todos amam odiar”.

A Arte no Coachella

Durante o último SXSW, assisti a uma palestra com artistas que expõem seus trabalhos em festivais como Coachella e Burning Man (leia aqui). Segundo eles, artistas se repetem, palcos variam em grandiosidade, mas as artes e a cenografia do festival é o que o torna único.

O Coachella investe continuamente em obras de arte temporárias como parte de sua estrutura. São “momentos wow”, que fazem vibrar seu celular, como se o seu Snap ou Instagram estivesse gritando por atenção.

Algumas das instalações artísticas do passado fazem tanto sucesso que voltam todos os anos:

Balloon Chain

Uma corda gigantesca de balões coloridos que iluminam-se pela noite.

Big Bear

O Ursus Artcus Californicus é o animal símbolo da California e esta instalação feita a mão também é o principal ponto de encontro do camping do festival.

Do Lab

O Do Lab é um coletivo de Los Angeles responsável por produzir também alguns festivais, como o fantástico Lighting in a Bottle. No Coachella, além de assinarem uma tenda com um lineup fodarástico, eles também cenografam o espaço.

Foto: Daniel Zetterstrom

Curadoria de Artistas 2017

Para esta edição, abaixo as novas obras selecionadas. Não existem fotos ainda, apenas o descritivo do que esperar no site oficial

CHIAOZZA GARDEN, por Chiaozza

Um jardim colorido de figuras geométricas com cerca de 4 mil m2. “Queríamos criar uma imensa banheira visual, algo que você pode explorar e se perder dentro, como ilhas flutuantes e uma estufa de plantas imaginárias”, diz Adam Frezza da dupla Chiozza.

CROWN ETHER, por Olalekan Jeyifous

O artista nigeriano e residente do Brooklyn vai criar uma coluna que sobe aos céus, explorando “a relação do terrestre com o sublime”.

IS THIS WHAT BRINGS THINGS INTO FOCUS, por Joanne Tatham e Tom O’Sullivan

A dupla Joane e Tom especializaram-se em criar obras de arte gigantescas, que fazem sentido ao serem vistas sob perspectivas de distanciamento e aproximação. Para o Coachella, vão criar uma série de mamíferos surreais com 22 metros cada. Vamos descobrir de onde nascem os monstros.

LAMP BESIDE THE GOLDEN DOOR, por Gustavo Prado

O brasileiro Gustavo Prado imigrou-se para os EUA há seis anos e preparou uma instalação de espelhos e figuras geométricas criando efeitos com luzes e ângulos. “Ilusões de identidades fixas”, como ele diz, nos convidando a refletir sobre ser ou estar.