10 Festivais Imperdíveis Para Você Curtir no Interior do Brasil - Pulso

10 Festivais Imperdíveis Para Você Curtir no Interior do Brasil

Desviando da opção mais obvia de promover festivais nas capitais, onde há muito publico, alguns fazem o caminho inverso e propõem levar toda essa experiência para as cidades do interior. Essa é uma maneira de apresentar a cultura festivaleira para quem nem sempre tem a oportunidade de se locomover até os grandes centros.

Além de trazer artistas de renome para o interior, esses festivas abraçam bandas e artistas regionais, que provavelmente não teriam espaço no line-up de um evento realizado nas capitais.

Há também a questão da movimentação do mercado, de aquecer a economia regional. O público dos festivais se torna consumidor na cidade, na rede hoteleira, serviços de táxi e transporte, alimentação e tantos outros. Sem contar a geração de empregos para montar a logística e estrutura de um festival.

E acima de tudo o fomento da cultura, levando música e a experiência dos festivais para todos. Seja onde for!

Agora vem comigo conhecer 10 festivais pra desbravar o interiorzão e conhecer o Brasil todo:

XXXPERIENCE – Itu/SP

Reinando absoluta no cenário eletrônico nacional, a XXXPERIENCE está na 21ª edição. Criada em 1996, na cidade de Itu – SP, evoluiu de uma rave no meio da floresta para um grande festival. Sua expansão a levou para outros estados, mas todo ano no mês de novembro acontece a edição especial na sua cidade de origem. Seu publico total já ultrapassou a marca de 1 milhão de pessoas.

JOÃO ROCK – Ribeirão Preto/SP

Pra galera do Rock e esportes radicais, o maior expoente vindo do interior é o JOÃO ROCK. Já são 15 anos de história na cidade de Ribeirão Preto – SP e desde sua primeira edição o festival cresceu e agregou ritmos parceiros no seu line-up, sempre com o que há de mais expressivo no cenário nacional.

LOCOMOTIVA – Piracicaba/SP

Criado em 2015, já entrou para o calendário do interior paulista com edições anuais. É um misto de musica, esportes, gastronomia e cinema. Algo bem bacana do LOCOMOTIVA é que ele promove eventos durante o ano inteiro, culminando no festival no mês de agosto.

CIRCADÉLICA – Sorocaba/SP

Com street art, artistas e circo, skate e muita música, o CIRCADÉLICA ressurge após um hiato de 16 anos. A primeira edição ocorreu em 2001 e agora em 2017 promete uma grande estrutura nos dois dias de festival com o line-up recheado de grandes nomes do cenário brasileiro. Uma sacada desse festival é ir além da arena onde será realizado, também promovendo shows em casas noturnas da cidade.

CONTATO – São Carlos/SP

Com uma pegada multimídia e colaborativa, em 2017 acontece a 10ª edição do CONTATO realizado pela Faculdade Federal de São Carlos. Com projetos de autoria dos alunos em parceria de diversos grupos culturais, o evento é composto por apresentações gratuitas de música, cinema, instalações de arte eletrônica, atividades de formação/ aperfeiçoamento profissional e debates.

RESSONAR – Chapada Diamantina/BA

Com certeza o mais místico dos festivais de música eletrônica. O RESSONAR acontece sempre na primeira lua cheia do ano e em 2018 irá celebrar sua 10ª edição. A cultura trance se mantém firme e mostra sua resistência num dos cenários mais belos, a paradisíaca Chapada Diamantina, no interior da Bahia. Com poucos ingressos disponibilizados e duração de uma semana, o clima é de amor, partilha, cultura alternativa, música e vida consciente.

MORROSTOCK – Santa Maria/RS

Bem no coração do Rio Grande do Sul, em Santa Maria, acontece desde 2007 o MORROSTOCK, em sua combinação meio utópica de paz, amor, natureza e muito rock. O festival sempre traz uma programação musical com bandas de vários estados e até de outros países. Ele propõe além da musica, uma agenda de oficinas voltadas às questões de agroecologia, sustentabilidade, bioconstrução e temas afins.

MECA Inhotim – Brumadinho/BH

Como expansão da plataforma cultural MECA, surge em 2015 o Festival “MECAIhotim”. A história do MECA já é consolidada, produzindo festivais ha 7 anos, mas a peculiaridade dessa edição no interior de Minas Gerais é ser realizada no mais importante centro de arte contemporâneo do país, o Instituto Inhotim, na cidade de Brumadinho. Agora focado na experiência, é um evento multicultural com arte, música, moda, tecnologia, cultura, debates e workshops no mesmo espaço.

HACK TOWN – Santa Rita de Sapucaí/MG

Considerada o Vale do Silício brasileiro, Santa Rita do Sapucaí é a casa desse festival em que a tecnologia é o tema principal. Palestras, workshops e atividades em um dos pólos tecnológicos e de startups mais inusitados. O HACK TOWN dura 4 dias e é dividido em 3 temas: “Festival de Tecnologia e Design”, “Festival de StartUps e Negócios” e “Festival de Cultura e Entretenimento.

PSICODÁLIA – Rio Negrinho/SC

Provavelmente o maior festival independente do Brasil. Num clima total de paz e amor de uma comunidade hippie, o evento multicultural acontece anualmente sempre no final de semana do carnaval, sendo alternativa à folia das massas. Musicalmente o PSICODÁLIA conta com muito rock progressivo e o psicodélico, o rock rural, e também estilos como o jazz, blues, mpb, soul, reggae e músicas regionais. Outra pegada forte é o espírito de sustentabilidade, proximidade com a natureza e conscientização ecológica.

 

Já pensou em conhecer o Brasil num roteiro festivaleiro? Opções não faltam e geralmente com preços mais acessíveis do que estamos acostumados a pagar nas capitais. Quanto mais pessoas tiverem acesso a qualquer tipo de expressão cultural, melhor pra todos. Afinal, seja numa metrópole ou numa cidade do interior, MUSIC MAKES THE PEOPLE COME TOGETHER!

Pedro Americo Por Pedro Americo

Boêmio, cadeirante e apaixonado por música! Com uma alma clubber, o amor maior é pela batida eletrônica, mas passeio pelos universos pop, indie e rock também. Frequentador de shows e festivais, compartilho minhas experiências pelo meu ponto de vista: sentado!

Posts Relacionados